MENINGITE
Data: 21/03/2012
São infecções potencialmente fatais que acometem as leptomeninges( aracnóides e pia-máter) que envolvem o cérebro e a medula espinhal, provocando febre alta, náuseas , vômitos , cefaléia intensa, irritabilidade, rigidez de nuca e convulsões.
Quando analisamos a causa das meningites em geral, em diferentes países do mundo, notamos variações importantes, que podem ocorrer ao longo dos anos, mesmo numa determinada região sendo necessário o conhecimento sempre atualizado de aspectos etiológicos e epidemiológicos das meningites próprias de cada região.
As meningites bacterianas representam um importante desafio em saúde pública em todo o mundo, com estimativa de 1 milhão de casos/ano e 171.000 mortes.No Brasil ocorrem aproximadamente 30.000 casos/ano(2,4/100.000 habitantes), com uma letalidade geral em torno de 20%.
Das meningites bacterianas de causa determinada, três delas chamam a atenção pela freqüência : Neisseria Meningitidis, Haemophilus influenzae e Streptococcus pneumoniae.Em verdade, estes são os principais agentes causadores de meningite bacteriana, representando 90% destes casos e que dispõem de prevenção através de vacinas sendo que apenas uma está disponível em rede pública(contra haemophilus influenzae). Nos outro dois casos( pneumococos e meningococos) a prevenção se faz em clínicas particulares.

A vacina anti-pneumococcica-7- valente pode ser administrada a partir de 2 meses de vida, com cobertura de aproximadamente 72,3% para doenças pneumocóccicas(pneumonia, sinusite, otite, meningite) no Brasil.

A vacina conjugada contra o meningococo C é aplicada a partir de 3 meses de idade, com uma segunda dose aos 5 meses e um reforço aos 15 meses. Crianças acima de um ano, adolescentes e adultos devem receber uma única dose.

A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por contato direto com as secreções respiratórias, com a saliva ou através de gotículas de secreções do trato respiratório.
Dentre as complicações gerais se destacam o choque e a CIVD(coagulação intra-vascular disseminada), sendo o meningococo o principal agente que a produz, além de causar artrite e complicações cardíacas como pericardite e miocardite.Sequelas neurológicas como cegueira, surdez, paralisia facial, deficiência motora e auditiva também são freqüentes.
Com o advento do período de chuvas os casos de meningites aumentam significativamente.Portanto devemos estar atentos aos primeiros sinais e sintomas desta doença uma vez que seu diagnóstico e tratamento precoces, além da prevenção(vacinação), diminuem de forma importante sua letalidade.
A doença começou a assustar o Brasil em 1906, provocou uma epidemia na década de 1970 e, nos últimos meses, voltou às manchetes e às estatísticas de saúde.

Clínica de Vacinação Imunize
Unidade I
Avenida Heráclito Graça, 100 sala 05
Fone : 3226-1086
Unidade II
Avenida Antônio Sales, 3443
Fone : 3258-2115
www.clinicaimunize.com.br