Esta semana nosso destaque não se resumiu a uma só pessoa, esta semana vamos dar este destaque para estas três pessoas maravilhosas, como pessoa e como atleta. São elas: Fátima Maria Lopes da Silva, Antonia Aldeni Araújo e Maria Marleane de Sousa. Três meninas que mudaram suas vidas com a atividade física.
Onde tudo começou? Tudo começou com o projeto social denominado Projeto Iguatemi Vida. É um projeto gratuito que visa atender pessoas de todas as idades para a prática atividade físicas. Funciona a mais de oito anos nas dependências do Shopping Iguatemi, nas terças e quintas feiras, das 6 às 8 horas, para duas turmas.
Voltando as nossas destaques, elas não ficaram só no projeto, aos poucos foram melhorando as suas condições físicas e começaram a se aventurar nas corridas. Um dia ouvi da Fátima, ao terminar uma prova do Circuito Caprius Cross “Walter, não sei quem é o mais louco se sou eu ou se é você, pois nunca pensei em estar aqui fazendo isso”. Hoje, a Aldenir estar entre as três melhores atletas do estado, na sua categoria, já armazenando 53 troféus na sua residência. Fátima, Maleane e Aldenir não perdem uma corrida e como se não bastassem, elas não faltam aos longões da Caprius/Ultragaz, nas quartas feiras à noite, correndo 12 km pelas ruas da cidade.
A amizade e o compromisso assumido entre elas são impressionantes, mesmo quando uma está ausente, elas sempre se comunicam e se acertam para as suas próximas conquistas, tudo coordenado pelo trabalho da Marleane, que é a responsável pelo grupo para definir a participação, passar e-mail e confirmar as inscrições.
Para elas, o tempo é só um detalhe!
Escolhemos essa pequena história, que fez mudar tudo na vida dessas três pessoas maravilhosas, para servir de exemplo para muitas que gozam de boa saúde e que precisam de um estímulo ou mesmo de um exemplo para começar uma vida melhor. 
Cito a frase de  Zach Sobiech, um jovem americano que morreu aos 17 anos, desenganado pela sua doença, quando disse: “Você não precisa descobrir que vai morrer para começar a viver”
Por esses motivos, a Caprius escolheu essas três meninas de alma e de coração para o quadro Destaque da Semana da Caprius.
Parabéns!


Meus caros leitores! 
Gostaria de apresentar o nosso "Padre Corredor". Seu nome é Fernando Antonio Carvalho de Costa. Tive o prazer de recebê-lo no Longão Noturno da Caprius.
Leia a história narrada pelo próprio autor.

Olá amigos!

Eu sou o Pe. Fernando Antonio e gostaria de compartilhar com vocês esta conquista pessoal com reflexos no meu exercício ministerial para o bem da comunidade.

Na verdade eu nunca pratiquei muito atividade física, a qual não passava de alguma participação nas exigências escolares. Durante o período de preparação para o sacerdócio a opção do futebol foi a mais acessível, mas a consciência alimentar nunca acompanhava.

Já como padre no ano de 2010 e trabalhando na paróquia onde atualmente tive a oportunidade de ser convidado para abençoar uma academia, FIT ONE, uma vez que sendo amigo da família de um dos proprietários (Caio Marx) surgiu o convite e então, fui.

Nesta ocasião colhi as informações mas, no princípio, eu achei tudo muito exigente: nutrição? (comer menos? E o meu delicioso sanduíche com bacon? Pizza e chocolate?) Redução de peso? (na época eu estava quase com 100Kg) Exercícios periódicos semanais? (eu não tenho tempo pra isso tudo não) Correr? (Nem pensar! É ruim hein! Quando subo escada quase tenho um ataque, o coração dispara e não consigo respirar).

O fato decisivo é que concordei em fazer um exame de avaliação física, pois não estava me sentindo muito bem. Então, o Caio me disse que não tinha boas notícias! (Obesidade – Risco de diabetes – Cardiopatias – 35% do peso era só gordura). Daí em diante tomei a decisão e uma atitude radical – chamamos isso de conversão – e pensei; “se tenho força de vontade e disciplina espiritual então vou transportar também esses valores que aprendi na minha vivência e formação cristã para o benefício da minha saúde”.

Comecei aos pouquinhos com a musculação, exercícios aeróbicos, reeducação alimentar e então veio o maior desafio: correr 5Km em equipe (Maratona do Pão de Açucar) seguido do 24º Longão da Caprius. Hoje eu não perco um “longão” e demais provas de rua (gosto muito de correr).

Como conciliar tudo isso? O tempo tem que ser bem medido para poder conciliar os compromissos sacerdotais e os treinos além do calendário das corridas. Descobri que é uma questão de prioridade cuidar da saúde, do condicionamento físico até mesmo para poder servir melhor o povo de Deus. Normalmente a cada mês me inscrevo em alguma prova e estou de olho em melhorar o tempo. Quando estou em viagem por ocasião de um curso levo sempre o tênis e vejo a programação do local e as condições para fazer alguma “corridinha básica” além de alguma atividade de força e alongamento, se a programação é um retiro gosto de propor alguma caminhada enquanto rezamos o terço, enfim são atividades que se entreajudam! Obrigado e com alegria nos encontraremos pelas provas de rua! Vamos correr! Pe. Fernando Antonio .

É por essa garra e determinação que nomeamos o Pe Fernando Antonio como o Destaque da Semana.


Meia Maratona de Fortaleza - É com muita alegria que acompanhamos a evolução da nossa maior corrida de rua do estado do Ceará, a Meia Maratona de Fortaleza. Tudo começou em 2003, ainda de forma tímida, mas já em 2004 a organização iniciaria com o Exército Brasileiro uma parceria que neste ano completa dez anos. O motivo foi a proximidade entre duas datas bastante significativas: o dia 13 de abril marcando o aniversário de criação da cidade de Fortaleza e o dia 19 de abril assinalando a criação do Exército.  Como a prova de 21 km, já havia acontecido em 2003, a Corrida Guararapes, com 10 km, estrearia em 2004, iniciando essa feliz parceria. Posteriormente, foi incorporada à prova, a distância de 5 km, possibilitando o ingresso de novo segmento – os iniciantes das corridas de rua. Os locais de largada e chegada passaram do Aterro da Praia de Iracema (2003/2004), para a Avenida da Fortaleza, ao lado das muralhas do Forte de Nossa Senhora da Assunção (2005/2006) para, a partir de 2007, se fixar no bosque do Marina Park Hotel, onde permanece até os dias atuais.

Em 2013, na sua 11ª Edição, temos a perspectiva de contarmos com uma prova com mais de sete mil participantes e com uma infraestrutura espetacular. Ao longo do tempo a prova evoluiu bastante e graças aos acertos e também às falhas, sempre presentes, é que o evento chega ao presente como uma prova vitoriosa, se firmando no cenário regional, por sua organização, destacada premiação, incluindo o sorteio de um automóvel para os participantes que concluem as diferentes distancias. Por toda essa história plena de realizações é que apresentamos a Meia Maratona de Fortaleza como o nosso Destaque da Semana.

Parabéns!


Newton Ventura de Vasconcelos Júnior é um professor de dois estabelecimentos de ensino desta capital, dedicado e um amante das corridas de rua. Começou sua atividade como atleta há 15 anos e já participa de corrida de longas distâncias. É apreciador deste esporte por ser prazeroso, democrático e acessível a todos. Está sempre de alto astral, contagiando a quem está a sua volta. Correr para o Newton é como se chamasse para dar um passeio pelo mundo encantado.

Depois de participar desses longos treinos, na companhia de amigos, veio à ideia de criar em 2012, o Desafio das Pontes, com um percurso de 24 km, unindo a ponte da Barra do Ceará à ponte do Rio Cocó, na praia do Caça e Pesca.

Em 2013, realizou a 2ª edição do Desafio das Pontes, sempre com muito sucesso, só que dessa vez com um número bem maior de participantes. Seu grande sonho é transformar esse desafio numa maratona.

A Caprius esteve presente nesses Desafios das Pontes, apoiando com as inscrições de quase todo atletas, além de divulgar esse evento.

Por acreditar nesse trabalho voluntário do Newton Ventura, é que a Caprius o coloca como Destaque da Semana.

Parabéns!


Nome: Manoel Nogueira de Queiroz Neto (“Neto”) -

Como ficou deficiente: Manoel Nogueira Queiroz Neto nasceu em 1972. Até seus 15 anos enxergava normalmente. Depois disso, foi perdendo a visão devido um descolamento de retina. Na época os médicos disseram que ele não poderia usar óculos e nem fazer cirurgia. Atualmente é classificado como atleta B2 por médicos do Comitê Paralimpico Brasileiro. Um atleta B2 reconhece a forma de uma mão, sua percepção visual não ultrapassa 2/60 e seu campo de visão alcança um ângulo inferior a cinco graus. A letra "B" refere-se ao tremo Blind, que significa cego, segundo a International Blind Sport Association (2005).

Quando e como começou no esporte: No início de 2011 foi convidado pelo amigo Heron, também atleta de atletismo e deficiente visual, para treinar na Faculdade Estácio – FIC-Fortaleza. Em seguida, Heron convidou-lhe para treinar também na Universidade Federal do Ceará (UFC).

É atleta da Associação Panacéia e do Laboratório de Atividade Motora Adaptada e Percepção-Ação (LAMAPA), coordenado pela profª Dra. Adriana Inês de Paula da Universidade Federal do Ceará.

Onde treina?

Treina na UFC de segunda a sexta-feira até meio-dia (atletismo, musculação e natação) sob a orientação do Prof. Nilo. Terças e quintas-feiras treina na Estácio – FIC-Fortaleza das 19h as 21h, com Prof. Cláudio.

Principais resultados: Bicampeão cearense nos 1.500m rasos (2010 E 2011), campeão norte-nordeste nos 1.500m rasos e 3º lugar no ranking (2011), bicampeão no campeonato baiano nos 5.000m rasos (2011 e 2012), sendo que este ano estabeleceu o recorde da competição. Já tem 22 corridas de rua no currículo, sendo que começou nas provas de rua em 2011. No dia 02 de novembro de 2012 tornou-se o 1º deficiente visual a correr uma corrida cross no estado do Ceará. Nesse dia, ele participou do 20º Caprius Cross com seu amigo e guia Aurifran Barroso, obtendo um excelente resultado: 36º Colocado no Geral, com o tempo se 47 min e 50 segundos.

Guias: Jorge (atleta), Iranildo Rodrigues da Silva - “Nildo” (atleta, estudante de Educação Física) – CEUC-UFC, Aurifran Barroso (atleta, Fisioterapeuta, estudante de Educação Física-UFC, membro do LAMAPA)

Sua mensagem: “Todas as pessoas, se tiverem vontade, podem atingir seus objetivos”.

Agradecimentos: Agradecemos a presença do Manoel Neto na 20ª Corrida Caprius Cross. Confesso que foi surpresa para todos seu excelente resultado. Por esses motivos, a Caprius elege para destaque da semana o nosso amigo e atleta deficiente visual, Neto.

Parabéns!